Institucional

Buscando cumprir com seu compromisso com o bem-estar da sociedade, a Cemil também vem fazendo tudo que está ao seu alcance para minimizar as mazelas sociais da região na qual atua.


Doações

A Cemil faz doação mensal de produtos que levam sua marca para instituições filantrópicas de Patos de Minas, visando contribuir com a continuidade de tão importante trabalho.


Instituições beneficiadas:

– Rotary’s de Patos de Minas;

– Vila Padre Alaor;

– Associação Vem Ser;

– Amparo Maternal;

– Casa das Meninas;

– Fazendinha Senhor Jesus.


Bolsas estudantis

Outro ponto de destaque no trabalho solidário da Cemil são as bolsas estudantis concedidas aos colaboradores e aos filhos dos cooperados.


Responsabilidade Ambiental

A Cemil sabe que cuidar do Meio Ambiente é tão importante quanto cuidar da qualidade dos produtos e da saúde das pessoas. Desta forma traça metas e objetivos para garantir a qualidade e eficiência de todos os seus processos visando à minimização e perda de qualquer recurso natural através  de diretrizes como:

– Cumprimento de todos os requisitos e processos de Licenças, Outorgas e Condicionantes Ambientais, através de automonitoramento, sempre de acordo com padrões estabelecidos pelos órgãos fiscalizadores (IGAM, FEAM, IEF, IBAMA, PF, PMMA), mantendo o princípio de qualidade com resultados  sempre acima da média.

– Sistema de Gestão Interno da área Ambiental baseado na ISO 14.001. Como planejamento, política e objetivos da empresa, fazem parte da gestão ambiental por meio de ações que visam atender as exigências dos consumidores e do mercado nacional, sempre atendendo aos requisitos legais.

– Sistema industrial produtivo baseado nos princípios da ISO 9.001 e FSSC 22.000.

– Treinamentos de conscientização dos funcionários sobre consumo de água e energia, uso adequando dos recursos naturais e incentivando a coleta seletiva que tem implantada dentro da empresa.

– Busca contínua à sustentabilidade, utilizando em nossas embalagens produtos ecologicamente corretos, socialmente justos e economicamente viáveis, que levam o selo da certificação ambiental FSC (Forest Stewardship Council, ou Conselho de Manejo Florestal) – que destaca mundialmente a utilização responsável e eficaz dos recursos florestais.

– Implementação de tecnologias limpas, atuando na redução da emissão de poluentes para o meio ambiente por meio de ações preventivas, evitando a geração de contaminantes ou criando alternativas para que estes sejam reutilizados ou reciclados.

– Redução efetiva da emissão de gases de efeito estufa (GEE) e material particulado através da implementação de filtros multiciclones dentro de padrões pré-estabelecidos por órgãos como COPAM e CONAMA com intervenções especiais nas fontes pontuais. Reduzindo predominantemente o CO2, o principal gás contribuinte do efeito estufa.

– Sistema interno de Redução e Destinação dos Resíduos Sólidos para reciclagem, através de programa junto a parceiros licenciados e certificados nos órgãos ambientais e toda a receita gerada é convertida para Associação de Empregados da Cemil (ASSEC).

– Soluções Tecnológicas em todas as atividades de produção atuando no consumo e controle do uso de água, através de programas de automação com reuso da água já utilizada nos processos produtivos com reaproveitamento em 300 mil litros dia.

– Reaproveitamento das águas pluviais em pulmões de armazenamento, sempre visando à redução em captação e utilização.

– Otimização do efluente líquido industrial sem uso de químicos com tratamento totalmente biológico, atingindo padrões com mais de 90% de eficiência na remoção de carga poluidora nos corpos hídricos, com média histórica de remoção superior ao mínimo estabelecido pelos órgãos ambientais competentes.

– Execução de processos que visam à redução de impactos ambientais em seu processo, como adoção do uso de programas e métodos de contenção em todos os locais de produtos perigosos que possam poluir e contaminar o solo e águas subterrâneas/superficiais em caso de acidentes, garantindo uma estocagem segura e dotadas de sistema de contenção para eventual recolhimento de residuais de possíveis vazamentos/derramamentos.

– Utilização de madeira de replantio adquirida de produtores credenciados do Instituto Estadual de Florestas (IEF), com monitoramento e controle de emissão de relatórios diários.

– Frota de veículos própria controlada e vistoriada através de relatórios diários, além do atendimento as normas do Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores (PROCONVE P7), onde todos os veículos já se enquadram de acordo com os padrões de emissão de poluentes (Euro 5), garantindo assim a redução da poluição com a utilização do componente ARLA 32 que é inofensivo ao meio ambiente por não ser tóxico inflamável.

– Programa de Gerenciamento de Risco (PGR), sendo um conjunto de medidas e procedimentos que contemplam informações técnicas e administrativas  sobre os processos internos, visando o primordialmente a mitigação de riscos acidentais.

– Plano de Ação Emergencial (PAE) que estabelece as diretrizes e informações necessárias de intervenção operacional às situações de emergência. Visando adoção de medidas que possam minimizar os possíveis impactos ao meio ambiente decorrente de acidentes ao meio.

– Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA), que estabelece uma metodologia de ação que garanta a preservação da saúde e integridade dos  trabalhadores, frente aos riscos dos ambientes de trabalho, garantindo sempre uma maior eficiência no controle de ações para a Gestão de Segurança do  Trabalho de acordo com a Norma Regulamentadora nº9 do Ministério do Trabalho e Emprego.

– Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) que monitora através de exames laboratoriais a saúde dos trabalhadores, com o setor interno de Medicina do trabalho que conta com uma auxiliar de enfermagem e Médico do Trabalho todos os dias. Identificar precocemente qualquer desvio que possa comprometer a saúde dos trabalhadores de acordo com a Norma Regulamentadoras nº 07 do Ministério do Trabalho e Emprego.

– Parceiro junto ao IEF Regional do Alto Paranaíba, UNIPAM e Prefeitura Municipal no projeto PRONASCENTES, um programa de recuperação de nascentes degradadas em propriedades rurais e urbanas nas bacias do Rio Paranaíba e Rio São Francisco, a fim de manter a qualidade e quantidade dos recursos hídricos.



  • Curta nossa página no Facebook
  • Divulgue as novidades.

    Compartilhe com os amigos e a família. :)

  • Compartilhe esta página com seu amigos
  • Veja o que está acontecendo agora nas redes Cemil

Aviso importante: o Ministério da Saúde informa que o aleitamento materno evita infecções e alergias e é recomendado até os 2 (dois) anos de idade ou mais.